DIVERSITÀ: Revista Multidisciplinar do Centro Universitário Cidade Verde https://revista.unifcv.edu.br/index.php/revistapos <p>A Revista da Pós-Graduação MUDOU ! Agora se chama <strong>DIVERSITÀ: REVISTA MULTIDISCIPLINAR DO CENTRO UNIVERSITÁRIO CIDADE VERDE</strong></p> <p>A <strong>Diversità: Revista Multidisciplinar do Centro Universitário Cidade Verde</strong> está vinculada à outrora chamada <strong>Revista da Pós-Graduação do Centro Universitário Cidade Verde</strong>, substituindo-a, mantendo e dando continuidade a numeração de seus volumes.</p> <p>Da mesma forma que sua predecessora, a <strong>Diversità: Revista Multidisciplinar do Centro Universitário Cidade Verde</strong> é um periódico eletrônico semestral de acesso aberto e gratuito que se destina a promover a difusão e a divulgação do conhecimento a partir da publicação de resultados de <strong>pesquisas, experiências, estudos e discussões</strong> realizados por discentes e docentes vinculados à Cursos e Programas de Graduação e Pós-Graduação, presencial e EAD, do Centro Universitário Cidade Verde e/ou pessoas que se dedicam no seu âmbito profissional, a quaisquer áreas do conhecimento, interdisciplinar e/ou multiprofissional que tenham interesse em mostrar seus estudos científicos inéditos de forma ampla e em diálogo com as diversas áreas do saber.</p> <p>A <strong>Diversità: Revista Multidisciplinar do Centro Universitário Cidade Verde</strong> não cobra taxas de editoração, submissão e/ou publicação dos(as) autores(as) e utiliza o <em>Open Journal Systems</em> (OJS), plataforma de código livre gratuito, para a administração e a publicação dos artigos aprovados pela Comissão Editorial. </p> pt-BR DIVERSITÀ: Revista Multidisciplinar do Centro Universitário Cidade Verde 2448-4067 GESTÃO ESCOLAR - DEMANDAS E DESAFIOS PARA O GESTOR PEDAGÓGICO https://revista.unifcv.edu.br/index.php/revistapos/article/view/326 <p>Precisamos entender que a gestão escolar é a forma de administrar a escola como um todo, isso envolve os recursos financeiros, pessoais e pedagógicos, ou seja, deve buscar compreender e atender as exigências destes setores que administra. Não é tarefa fácil, porém, é necessária, uma vez que deve ser dirigida para que todos possam caminhar na mesma direção em busca dos melhores resultados na prática cotidiana escolar. A ação educativa escolar é regida por princípios e fundamentos da administração que se baseiam em orientações externas buscando atender aos anseios da comunidade, suas necessidades e adequando-se ao espaço onde está inserida. Neste sentido buscamos compreender a função social da gestão, sua história oriunda da administração e realizar o alinhamento entre as concepções atuais de gestão administrativa e gestão escolar, uma vez que ambas são formas de trabalhar com o ser humano em busca da qualidade das relações humanas e sociais. Para tal, foi feita pesquisa bibliográfica em materiais impressos e meios eletrônicos. Ao concluirmos, entendemos que a gestão escolar deve ser participativa, envolver a comunidade na qual está inserida, compreender seus agentes e priorizar a busca pela excelência do processo de ensino-aprendizagem.</p> Fabíola Cristina Lopes de Andrade Martins Copyright (c) 2021 Revista da Pós-Graduação do Centro Universitário Cidade Verde https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR 2021-08-11 2021-08-11 6 2 6 11 INVENTÁRIO E PARTILHA NA MODALIDADE EXTRAJUDICIAL COMO MEIO DESJUDICIALIZAÇÃO DA JUSTIÇA https://revista.unifcv.edu.br/index.php/revistapos/article/view/328 <p>Este artigo tem como objetivo demonstrar a importância do procedimento de inventário pela via administrativa realizado em cartório, bem como conhecer as noções e condições necessárias para a lavratura da escritura de inventário e partilha, conforme previsto pela Lei 11.441/07. O direito das sucessões disciplina a transmissão dos bens do falecido aos seus herdeiros, essa formalização é feita através do inventário, processo por meio do qual é feita a descrição e avaliação dos bens deixados pelo de cujus com a finalidade de preparar a partilha dos mesmos aos seus herdeiros. A possibilidade de realizar o inventário na via extrajudicial, foi criado em 2007 pela Lei 11.441/07, com o propósito tornar o procedimento mais simples e célere. Assim, o presente trabalho pretende esclarecer todos os detalhes sobre o inventario extrajudicial. Abordando o direito de sucessão e as exteriorizações acerca da referida lei 11.441/07 e como se faz a respeito ao procedimento do inventário no campo extrajudicial.</p> Lucilene Montanher Josyane Mansano Copyright (c) 2021 Revista da Pós-Graduação do Centro Universitário Cidade Verde https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR 2021-08-11 2021-08-11 6 2 12 27 A PSICOLOGIA SÓCIO-HISTÓRICA DENTRO DO CONTEXTO CLÍNICO-TERAPÊUTICO https://revista.unifcv.edu.br/index.php/revistapos/article/view/329 <p>Neste trabalho se faz um estudo sobre o que foi a clínica tradicional e tece críticas ao modo como ela foi organizada, uma vez que diversos pontos dela estão distantes da realidade da maioria da população brasileira, e partindo de uma pesquisa bibliográfica aponta para a psicologia sócio-histórica como um caminho a seguir para se diminuir esta distância e se criar uma clínica que esteja realmente sintonizada com a nossa sociedade, bem como minimamente preparada para as demandas que surgem de contextos que não são tão focados nas abordagens clássicas. E faz críticas ao modelo já bastante antigo focado somente em tratar a patologia já estabelecida em vez de prevenir seu surgimento, modelo esse que nas pesquisas se mostraram universais e que infelizmente ainda norteia muitos terapeutas. E por fim sugere uma conciliação entre a clínica e abordagem sócio-histórica, uma vez que a clínica sempre existirá e as críticas proferidas pela psicologia sócio-histórica não visa seu fim, mas seu aprimoramento uma vez que ao lidar com seres humanos, principalmente no tocante a suas patologias e demandas psíquicas levar em consideração seu meio sócio-histórico se faz uma obrigação.</p> Valdenor Machado Sena Thiago Silva dos Santos Copyright (c) 2021 Revista da Pós-Graduação do Centro Universitário Cidade Verde https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR 2021-08-11 2021-08-11 6 2 28 45 POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL https://revista.unifcv.edu.br/index.php/revistapos/article/view/330 <p>O presente artigo refere-se a um estudo que objetivou compreender as implicações das concepções da matricialidade sociofamiliar na efetivação da Política Nacional de Assistência Social (PNAS/2004), identificando os fatores que contribuem para a lógica “familista” e “desfamilista” e os seus impactos no Trabalho Social com Famílias, por meio de revisão integrativa da literatura. Deste modo, buscaram-se artigos científicos publicados entre 2014 e 2019 no idioma português, disponíveis nas seguintes bases: SCIELO, REDALYC, LILACS e Periódicos CAPES. Apreendeu-se que o caráter familista - ainda que emergente de uma concepção ultrapassada - encontra-se fortemente presente na condução do trabalho social com famílias, o que implica diretamente a efetivação da Política de Assistência Social.</p> Marcelen Bruna Roque Maia Maria Lidiane Araújo Soares Adan Renê Pereira da Silva Copyright (c) 2021 Revista da Pós-Graduação do Centro Universitário Cidade Verde https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR 2021-08-11 2021-08-11 6 2 46 64 A IMPORTÂNCIA DO TRABALHO PSICOPEDAGÓGICO NO DESENVOLVIMENTO DO ALUNO ESPECIAL https://revista.unifcv.edu.br/index.php/revistapos/article/view/331 <p>Este trabalho foi desenvolvido com intuito de ressaltar pontos importantes referentes ao trabalho realizado do psicopedagogo no desenvolvimento do aluno especial, tanto no interior como no exterior de uma instituição escolar, na tentativa de ampliar os conhecimentos em torno do trabalho que já estão sendo realizado e vem crescendo em nossa sociedade, uma vez que vem aumentando os casos de famílias que procuram atendimento especializado na área. Desse modo tornou-se necessário expandir os olhares para esse mundo. Para produção deste artigo buscou-se realizar pesquisa bibliográfica documental em leis, decretos, teses e artigos científicos que versam sobre a temática. O estudo bibliográfico fundamentou-se em Assis (2007), Anjos e Dias (2015), Bossa (2000, 2002, 2007), Grassi (2009), Júnior (2012), Sampaio (2011) e Weisz (1992). O trabalho está organizado em dois capítulos, sendo o primeiro intitulado como: A psicopedagogia na atualidade; o capítulo aborda a base histórica da psicopedagogia. O segundo denominado: O trabalho psicopedagógico com o aluno especial; nesse capitulo tópico serão explanados pontos sobre a importância do trabalho psicopedagógico para a evolução de alunos especiais. Como resultado dessa pesquisa pode-se apontar que o profissional especializado proporciona tanto ao indivíduo foco do tratamento, como para seus familiares, um novo horizonte de possibilidades, especialmente em casos de dificuldades especiais.</p> Catarina Edimar Sellares de Candia Paula Regina Dias de Oliveira Copyright (c) 2021 Revista da Pós-Graduação do Centro Universitário Cidade Verde https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR 2021-08-11 2021-08-11 6 2 65 75 EXPEDIENTE https://revista.unifcv.edu.br/index.php/revistapos/article/view/324 Oyama Braga Martins Netto Copyright (c) 2021 Revista da Pós-Graduação do Centro Universitário Cidade Verde https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR 2021-08-11 2021-08-11 6 2 1 2 EDITORIAL https://revista.unifcv.edu.br/index.php/revistapos/article/view/325 <p>EDITORIAL</p> Oyama Braga Martins Netto Copyright (c) 2021 Revista da Pós-Graduação do Centro Universitário Cidade Verde https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR 2021-08-11 2021-08-11 6 2